top of page

Pode-se apanhar Piolhos nas Piscinas?

Atualizado: 5 de ago. de 2023

Com o Verão muitas crianças aproveitam para divertir na àgua das praias e das piscinas, sendo uma actividade extremamente popular!

Da nossa experiencia existem muitos mitos sobre apanhar ou não piolhos nas piscinas, afinal o que é real e o que é um mito?

Uma das preocupações de muitos pais no Verão é que os filhos possam apanhar piolhos nas piscinas ou nos parques aquaticos que visitam, afinal pode-se ou não apanhar piolhos nas piscinas?

Piolhos na Piscina?

Vamos então esclarecer...


1. OS PIOLHOS NÃO PODEM NADAR OU SOBREVIVER DEBAIXO DA ÁGUA

Um equívoco comum é que os piolhos podem sobreviver na água ou nadar da cabeça de uma pessoa para outra. A verdade é que os piolhos não podem nadar debaixo de água, pois estão adaptados para se agarrar firmemente aos fios de cabelo e não podem navegar na água. Quando imersos na água, os piolhos entram num estado de imobilidade e são incapazes de se transferir de uma pessoa para outra.


2: O CONTATO CABEÇA COM CABEÇA É A PRINCIPAL FORMA DE TRANSMISSÃO

A forma mais comum para apanhar piolhos é através do contato direto com uma pessoa que já tenha. Os piolhos rastejam do cabelo de uma pessoa para o de outra quando há contato próximo e prolongado, que pode ocorrer durante atividades como abraços, tirar fotos em grupo ou compartilhar itens pessoais como chapéus, pentes, etc..


3: A TRANSMISSÃO EM PISCINAS É RARA

A transmissão de piolhos em piscinas é extremamente rara. O cloro e outros produtos químicos da piscina dificultam a sobrevivência dos piolhos. Além disso, a natureza caótica das atividades aquáticas e a ausência de contato direto limitam a oportunidade de transferência de piolhos. Embora seja teoricamente possível que os piolhos se transfiram em cenários específicos, é altamente improvável que isso aconteça em um ambiente típico de piscina.


MEDIDAS PREVENTIVAS PARA EVITAR PIOLHOS


Mesmo que não seja provável que se apanhe piolhos numa piscina, pode sempre tomar algumas mdidas preventivas:

  • Evite compartilhar itens pessoais. Para minimizar o risco de transmissão de piolhos, evite compartilhar itens pessoais como chapéus, escovas de cabelo, toalhas ou fones de ouvido.

  • Apanhe o cabelo. Mantenha o cabelo preso ou trançado ao nadar para reduzir as chances de contato direto.

  • Verifique a cabeça com frequência. Verifique regularmente o couro cabeludo e o cabelo em busca de sinais de piolhos, como piolhos vivos ou ovos (lêndeas). A detecção precoce permite o tratamento imediato.

  • Incentive Boas Práticas de Higiene. Ensine as crianças sobre práticas de higiene pessoal, incluindo evitar contato direto com outras pessoas e não compartilhar itens pessoais.

APROVEITE O VERÃO SEM PIOLHOS!


Se apanhar, já sabe, tem sempre a Happy Heads Clinic para ajudar!



67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page