• Happy Heads Clinic

7 Formas de contágio de piolhos - como prevenir


Os piolhos e lêndeas são um problema comum em crianças, apesar de existir formas para evitá-los, o contágio é inevitável.

Como se dá o contágio?

Na maioria das vezes não fazemos ideia como é que os piolhos chegaram à cabeça dos nossos filhos e filhas.

A primeira coisa a entender é que os piolhos não voam, nem podem pular. Portanto, não é possível a disseminação da pediculose sem o contacto directo entre os cabelos de uma pessoa infestada e outra que não é. Portanto, uma das medidas de prevenção mais comuns é usar o cabelo curto ou apanhado. Não porque os piolhos preferem cabelos curtos, mas porque quanto menos volume ocupar, menor a probabilidade de entrar em contacto com outro cabelo com piolhos.


As 7 formas mais comuns para apanhar piolhos


É necessário o contacto directo entre a pessoa com parasitas e outra que não tenha, logo podemos imaginar algumas formas de contágio de piolhos e lêndeas.


1. Brincadeiras

É a forma mais comum de contágio, as crianças costumam brincar muito próximas entre si, fazendo o cabelo entrar em contacto.

Para evitá-lo, embora difícil, a única coisa que podemos fazer é tentar explicar aos mais pequenos dessa probabilidade, e na medida do possível, eles tentarem evitar esse contacto, especialmente quando existe maior risco de contágio (quando as escolas alertam para praga de piolhos e lêndeas).


2. Selfies, a nova forma de contágio de piolhos entre crianças

É a nova forma de transmissão de piolhos e lêndeas entre os mais pequenos.

As crianças, para poderem aparecer na mesma fotografia, juntam-se em frente ao telemóvel. Dessa forma, seus cabelos entram em contacto e os piolhos podem ser transmitidos numa dessas fotos.

Como no caso anterior, a única forma de evitar esse tipo de infecção por piolhos é explicar às crianças dos riscos desse tipo de fotografia.